Belutti Web Rádio

Acontece!

Ocorreu um erro neste gadget

Ads by Smowtion Media

Isabella e Eloá



SÃO PAULO - Pelo menos 2 milhões de pessoas foram aos cemitérios paulistanos, no fim de semana de Finados, de acordo com o Serviço Funerário. Como já é tradição, os jazigos de ?santos populares? estiveram bastante movimentados - de cada dez pessoas que foram ao Cemitério de Santo Amaro (zona sul), por exemplo, sete passaram pelo túmulo do ex-morador de rua Bento do Portão. Este ano, porém, os túmulos mais procurados em alguns locais lembraram grandes tragédias - como as de Isabella Nardoni, de 5 anos, e Eloá Pimentel, de 15.

O movimento foi grande no Parque dos Pinheiros, no Jaçanã, zona norte da capital, onde Isabella foi sepultada. A garota morreu em 29 de março, depois de cair do 6º andar do Residencial London, na Vila Isolina Mazzei, zona norte. Ontem, só a missa campal reuniu ali 1.500 pessoas. Amparada pelo olhar carinhoso da enteada Gabriela, de 3 anos, Ana Carolina Oliveira visitou a sepultura da filha - enfeitada com flores, velas, brinquedos e doces. ?Diariamente as pessoas me abraçam e oferecem apoio. É um conforto.?

Ana Carolina estava acompanhada do namorado, dos pais e dos irmãos. Durante a cerimônia, os visitantes cantaram Eu Sei que Vou Te Amar, de Tom Jobim e Vinícius de Moraes, para homenagear os Oliveiras. ?Venho aqui sempre que posso?, disse Ana Carolina. Ela preferiu não comentar a decisão do 2º Tribunal do Júri, que manteve na sexta-feira a prisão do pai de Isabella, Alexandre Nardoni, e da madrasta, Anna Carolina Jatobá, acusados de terem jogado a criança pela janela. O casal deve ir a júri popular no próximo ano. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


Ocorreu um erro neste gadget